Programação LGBT+ na Casa Natura Musical

Em janeiro, a Casa recebe bloco Ilú Obá de Min, show de Johnny Hooker com participação de Josyara e Luê, bloco Siga Bem Caminhoneira e apresentação de As Bahias e a Cozinha Mineira, Liniker e Tássia Reis

Ilu-Oba.-Foto-Fernando-Schlaepfer-2

Em janeiro, a Casa recebe bloco Ilú Obá de Min, show de Johnny Hooker com participação de Josyara e Luê,
bloco Siga Bem Caminhoneira e apresentação de As Bahias e a Cozinha Mineira, Liniker e Tássia Reis

 

As primeiras apresentações de 2020 na Casa Natura Musical antecipam o posicionamento do espaço para a programação do ano, que continua primando pela amplificação de vozes do movimento negro, das mulheres e da população LGBT+.

Diversa e inclusiva, a programação começa dia 17/1 com o Ilú Obá de Min, bloco com forte representação LGBT+ que contará, nesta edição, com uma mulher trans e uma travesti na bateria, além da participação especial de Jéssica Gaspar e das Clarianas. No dia 18/1, o cantor Johnny Hooker apresenta o show Desbunde Geral com participação das cantoras Josyara Luê. No 19/1, o bloco Siga Bem Caminhoneira, composto por mulheres lésbicas e bissexuais, se apresenta com participação da cantora Luisa Nascim, da banda Luísa e os Alquimistas.

No dia 29/1 (Dia da Visibilidade Trans), a banda As Bahias e a Cozinha Mineira apresenta-se junto com Liniker e Tássia Reis no show O Fervo, que marca o lançamento do documentário homônimo dirigido por Adriana Couto e produzido por Marcos Maciel – a noite conta ainda com exibição do documentário ao público e performance poética dos artistas não-binários Diran Castro, Rodrag e Warley Noua.

Seguem detalhes da programação:

Ilú Obá de Min

Participação de Jéssica Gaspar e Clarianas

Dia 17 de janeiro – Sexta-feira, a partir de 20h30.

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 3 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 4 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Bistrô – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Camarote – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 pessoas.

Fundada pelas percussionistas Beth Beli, Girlei Miranda e Adriana Aragão em 2004, a instituição Ilú Oba De Min promove e divulga a cultura negra no Brasil e tem como objetivo principal o fortalecimento das mulheres negras na sociedade. O seu projeto mais conhecido é o Bloco Afro Ilú Obá De Min, que abre oficialmente o carnaval de rua de São Paulo desde 2016, quando homenageou a cantora Elza Soares. O tema do Ilú para 2020 é cirandeira Lia de Itamaracá, condecorada Patrimônio Vivo de Pernambuco. Em sua apresentação na Casa Natura Musical, o bloco recebe Jéssica Gaspar e as Clarianas.

Bloco Afro Ilú Obá De Min é uma intervenção cultural baseada na preservação de patrimônio imaterial, memória e identidade. O trabalho desenvolve pesquisas sobre matrizes africanas e afro-brasileiras e tem como objetivo a inserção de mulheres, crianças e adolescentes na arte através do conhecimento das manifestações culturais tradicionais como o carnaval e no estudo das contribuições e influências africanas na cultura brasileira. O Bloco utiliza em sua performance cantos e danças advindos das culturas populares, realizando uma grande ópera de rua comandada pela força dos tambores. O protagonismo é inteiramente feminino e vem dessas mulheres a força para lutar por uma sociedade menos racista, sexista, machista e discriminatória.

****

Johnny Hooker – Desbunde Geral

Participação especial de Josyara e Luê

Dia 18 de janeiro – Sábado, 22h. Abertura da casa às 20h30.

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 2 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Pista Lote 3 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 4 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Bistrô – R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia). Camarote – R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia). ESGOTADO.

Classificação: 18 anos.

Duração: 80 minutos.

Capacidade: 710 pessoas.

Após despontar como um dos maiores nomes do cenário musical brasileiro contemporâneo com seu primeiro álbum, Eu Vou Fazer uma Macumba pra Te Amarrar, Maldito!, Johnny Hooker lançou seu novo trabalho de inéditas e a turnê de mesmo nome Coração na Casa Natura Musical, em agosto de 2017, em um show com ingressos esgotados. O projeto teve patrocínio do Natura Musical, em seu edital de 2016, e conta com participações (no disco) de Liniker e Gaby Amarantos. O show terá participação das cantoras Luê e Josyara.

Johnny volta ao palco da Casa Natura Musical para uma grande festa de abertura do ano. No repertório, além das 11 canções inéditas de Coração e alguns dos sucessos do seu primeiro disco, surpresas de última hora podem acontecer, reforçando o espírito “combativo e intenso” da atual turnê. “Se o Macumba eram as águas profundas do abandono, Coração é sobre sobreviver e resistir. É mais solar e afirmativo. Como colocar a cabeça para fora d’água depois de um período turbulento”, define Hooker.

****

Bloco Siga Bem Caminhoneira e convidadxs

Participação de Luisa Nascim (Luísa e os Alquimistas)

Dia 19 de janeiro – Domingo, 17h30. Abertura da casa às 16h.

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Pista Lote 2 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 3 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 4 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 pessoas.

Com uma bateria formada exclusivamente por mulheres lésbicas e bissexuais, o Siga Bem Caminhoneira tem três anos de trajetória, período em que viu seu público crescer exponencialmente – no carnaval de 2020, estima-se que mais de 15000 pessoas compareçam ao bloco. Na apresentação agendada na Casa Natura Musical, a cantora Luisa Nascim, da banda Luísa e os Alquimistas, fará participação especial.

A bateria é formada por 113 integrantes, incluindo ritmistas, cantoras, dançarinas e a maestrina de diferentes classes, regiões, cores e formas, refletindo a diversidade buscada pelo grupo. O repertório é formado por grandes hits brasileiros e internacionais, incluindo paródias que estão intimamente relacionadas com o imaginário LGBTQ+, como Faraó (Ê Sapatão)Araqueto é bom demais (Ser sapatão é bom demais)Baile da Gaiola (Baile do Bloco). Também não faltam os funks Coisa boa (Gloria Groove) e Chupa Xxt (MC Mk2), além dos clássicos do carnaval Eva (Banda Eva) e Nobre Vagabundo ( Daniela Mercury).

****

O Fervo com As Bahias e a Cozinha Mineira

Participação especial de Liniker e Tássia Reis

Dia 29 de janeiro – Quarta-feira, 21h30 (abertura da casa às 20h).

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Bistrô – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Camarote – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 pessoas.

O documentário O Fervo, dirigido por Adriana Couto e produzido por Marcos Maciel, ganha noite de lançamento na Casa Natura Musical na data em que é comemorado o Dia da Visibilidade Trans. Além de exibição do documentário, a noite prossegue com show do trio As Bahias e a Cozinha Mineira com participação especial das cantoras Liniker e Tássia Reis. O documentário em curta-metragem foi realizado nos bastidores de um show composto pelas quatro artistas (Raquel Virginia, Assucena Assucena, Liniker e Tássia Reis). A festa de comemoração do seu lançamento reúne novamente as artistas no palco em um momento diferente da carreira de cada uma delas, que após a gravação do curta lançaram novos discos e cumpriram diferentes turnês pelo país e no exterior.

No show, músicas como Jaqueta Amarela e Das Estrelas, do repertório das As Bahias e a Cozinha MineiraJesus Cristo (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), também interpretada pela banda; e A Pele Mais Fina, música composta e interpretada por todas as artistas que se apresentam na noite e que só foi executada no show que gerou o documentário, em 2018.

Casa Natura Musical

Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra dois anos como um dos espaços mais relevantes e antenados do circuito cultural de São Paulo, tendo sido eleita como a melhor casa de shows de grande porte da capital paulista (O Estado de S. Paulo, em 5/10/18) e o Melhor Espaço Para Shows (Blog do Arcanjo / UOL, em 2/1/19). Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando-se como palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos especiais. A Casa é comprometida com pautas que convidam o público a participar de reflexões e discussões muito presentes nos dias de hoje por meio de uma programação pulsante, diversa e inclusiva. Uma de suas propostas fundamentais é proporcionar experiências e conteúdos engajadores, dando voz a diferentes pessoas e movimentos. Localizada em Pinheiros, o empreendimento soma os esforços dos empresários Paulinho Rosa e Edgard Radesca aos da cantora e compositora Vanessa da Mata. O patrocínio é da Natura, empresa que há quase 15 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio da plataforma Natura Musical.

CASA NATURA MUSICAL
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo, tel: (011) 3031-4143
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Ingressos podem ser pagos com dinheiro, cartões de crédito e débito
Horário da bilheteria: de terça a sábado, das 12h às 20h. Segundas e domingos, quando houver show. Em dias de espetáculo, a bilheteria fecha mais tarde, até uma hora após o início da apresentação.
Venda de ingressos: www.casanaturamusical.com.br e www.sympla.com.br.
https://www.facebook.com/CasaNaturaMusical
https://www.instagram.com/casanaturamusical/

0 I like it
0 I don't like it