Leia a entrevista do DJ Shark sobre sua nova música “Relaxa e fica”

O artista concedeu uma entrevista exclusiva para o blog e se abriu sobre diversos temas.

DJ Shark concedeu ao blog uma entrevista exclusiva sobre o single “Relaxa e fica”. O novo fenômeno das pistas das baladas está estreando seu primeiro lançamento pela Universal Music. A música, que já está disponível em todas as plataformas digitais, conta com a participação de MC Cabelinho e Jhama.

Capa do single

O vídeo também conta com a participação especial da blogueira e influencer Bianca Andrade (Boca Rosa), que acumula mais de 7.5 milhões de seguidores em suas redes sociais.

Bianca Andrade

Leia a entrevista do DJ feita com exclusividade para o blog:

 Você cita que quer abordar o tema do clipe “Relaxa e fica” de uma forma diferente, conversando tanto com quem cresceu ali, mas com quem também viveu fora dessa realidade. Hoje, você considera fazer funk apenas para o público que já gosta, ou você tem a intenção de conquistar pessoas que repelem este estilo?

O funk nasceu na periferia, mas hoje todo mundo gosta de funk. O estilo atingiu muita gente e é possível dizer que, por exemplo, a menina que cresceu fora da comunidade quer subir a favela pra curtir o funk – e o funkeiro também gosta de estar ali no baile curtindo, além de, claro levar a cultura do morro para fora, para além.

Eu vim da Barra da Tijuca, fiquei anos morando na zona sul do Rio. E quando eu fiz a música com os dois meninos da comunidade (Cabelinho e Jhama), a intenção era misturar os dois mundos no clipe, quem nasceu ali e quem não. As duas classes estão vivendo na mesma cidade e tanto a galera da comunidade quanto à “playboyzada” curtem o mesmo som.

Nesta nova fase, marcada pelo seu single estreante na Universal, você acredita que terão apenas bons momentos ou você teme que os “ônus” sejam muito grandes? Como por exemplo pressão para bater metas e números, entregar novas ideias, etc?

Eu não diria “pressão”, mas responsabilidade. É algo que motiva, que puxa a gente pra cima e faz a gente se dedicar e se doar mais e mais na carreira. Tem uma galera que está ali se esforçando com você. É gratificante. A gravadora está ali para somar com você, te apoiar. Eu só vejo como uma experiência positiva.

Se comparando a grandes DJs atuais, você já consegue identificar o que você precisa se assemelhar e o que você precisa evitar?

Eu não penso muito nisso, pois cada um tem o seu trabalho, seu estilo, sua trajetória. Eu acho que quando você pensa em outros DJs, é inevitável pensar em se comparar. Cada um tem o seu espaço e seu trabalho. Quero crescer sem comparações, e sim fazer meu próprio caminho.

Assista, ouça e curta essa fotografia maravilhosa do clipe:

 

Comentários estão fechados.